Post Type

A Bíblia diz que Deus usa a mulher prudente para edificar o bom casamento (Pv 14.1). A prudência está ligada a sabedoria, discernimento e cautela que Ele nos dá se a buscarmos (Tg 1.5). Sem a Terceira dobra, somos como uma mulher tola que ao invés de edificar, demole, derruba através de ações precipitadas, impensadas. O bom pedreiro constrói uma casa sobre um firme alicerce. Sobre o que ou em quem colocamos as nossas expectativas?

O salmista afirma que se não for o Senhor o construtor “em vão trabalham os que a edificam”. Deus vê todos os detalhes, não se apega às aparências ou sentimentos, Ele vai ao âmago das coisas. Sem Deus construímos errado, torto, sem base sólida. Paulo afirma que Jesus Cristo é o “firme fundamento” (1Co 3.10) é sobre Ele que devemos construir nossa vida, casamento e família. Ele estabeleceu normas, regras básicas que funcionam como paredes e cobertura (ex: 1Co 11.3) da vida conjugal e familiar (Gl 6.16; Ef 5.22-33). Além disso, a Sua presença é a maior garantia de que a casa não vai cair, mesmo em tempos de tempestade (Jo 2.1-5). Se a nossa vida estiver baseada na experiência do novo nascimento e se seguirmos fielmente as regras que Deus estabeleceu em sua Palavra não precisaremos temer o futuro.

Como é que Deus constrói a nossa casa? Jesus é a nossa referência ou modelo para tudo e a única coisa que precisamos fazer é nos espelhar Nele, em sua forma de ver, sentir, reagir, falar, pensar se comportar de uma maneira geral (Rm 8.29; 1Jo 2.6). Não há lei contra o amor, paciência, perdão, tolerância (Gl 5.22, 23). Mas Jesus afirmou que o divórcio normalmente ocorre por causa da “dureza de coração” (Mt 19.8). Portanto Deus é o padrão!

Na continuidade do texto o salmista afirma: “… se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela” (Sl 127.1b). Além de ser o pedreiro, Deus também é o nosso legitimo protetor. Há muitos perigos que rondam nossa família e vida conjugal. O mundo com suas idéias anti-bíblicas (ex: sexo livre, aborto), a carne com suas paixões infames (obras da carne) e o diabo que oprime.

No caso em estudo “casa” é sinônimo da vida humana, da família. Então marido, esposa e filhos carecem da proteção divina para se manterem íntegros, saudáveis e abençoados. O texto enfatiza a verdade de que sem Deus “em vão vigia a sentinela.Sem a Terceira dobra somos frágeis diante das tempestades e perigos da vida. A Bíblia diz que Deus não dorme nem cochila: “É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel” (Sl 121.4), por isso Ele está sempre atento e é capaz de nos guardar e proteger de todo mal (Sl 121.7) e em todo tempo. Sem Deus estamos à mercê das circunstâncias, e corremos sérios ricos.

Que tipo de perigos cerca os casais e famílias de hoje? Violência doméstica, ativismo (ex: falta de tempo para desenvolver relacionamentos entre os cônjuges e pais e filhos e, sobretudo com Deus), Internet e TV (ex: rouba o tempo do diálogo), desestrutura familiar (ex: papeis invertidos), etc. Por essas e outras razões é que o Senhor, a Terceira dobra, é imprescindível para nos proteger em nosso casamento e família.

Pastor Walter Bastos, palestrante especialista em casamento.
www.walterbastos.com.br