Post Type

Banhos
O banho deverá ser dado somente quando o seu animal estiver sujo, pois banhos em excesso podem remover a oleosidade natural da pele e prejudicá-la. A frequência depende da raça do seu cão e do ambiente onde ele vive, obedecendo alguns cuidados mínimos: utilize água morna e enxague bem para retirar todos os resíduos; utilize produtos próprios para uso em animais e nunca produtos de uso humano. Proteja os olhos e ouvidos da entrada de água e xampu. Terminado o banho, seque-o bem com uma toalha ou secador. Se possível realize os banhos nos horários mais quentes do dia. O gato realiza a limpeza constantemente de seus pêlos através da lambedura. Além de limpá-los, essas lambeduras têm também como função desembaraçar, pentear e arrancar pelos mortos. Caso o seu gato realmente necessite de um banho, você precisará estar decidido, pois a maioria dos gatos não gosta e tem medo de água.
Escovação
Todos os animais devem ser escovados para auxiliar na remoção de parasitas externos (piolhos, pulgas e carrapatos, por exemplo), sujidades e pêlos soltos, além de estimular a irrigação sangüínea, promovendo uma melhor nutrição dos pêlos. A tosa higiênica deve ser realizada uma vez por mês, para garantir a saúde e a boa higiene do seu animal. O ideal é leva-lo para que a tosa seja feita por profissionais especializados. Os gatos também devem ser escovados para garantir uma boa saúde da pelagem e da pele.
Unhas
As unhas do seu cão devem ser cortadas regularmente. O melhor momento para apará-las é quando as unhas estiverem raspando o chão. As unhas excessivamente compridas podem quebrar-se e provocar inflamações, levando o animal a um desconforto ao caminhar. Muito cuidado para não cortar o “sabugo” da unha, pois isso causará sangramento e dor. O médico veterinário é o profissional mais indicado para cortá-las. Normalmente os gatos gastam (afiam) a unha por si só. Porém, em alguns animais elas se tornam muito longas, necessitando ser cortadas e devendo-se ter os mesmos cuidados como o corte de unhas em cães.
Olhos
Limpe os olhos de seu cão e gato, sempre que necessário, com o auxílio de um chumaço de algodão embebido em soro fisiológico para evitar acúmulo de secreções e manchas nos pêlos ao redor dos olhos. Não utilize colírios e pomadas oftálmicas sem consultar o médico veterinário.
Ouvidos
As orelhas devem estar sempre limpas, livre de secreções e não ter cheiro. Excesso de cera escura, acompanhada de odor desagradável, pode indicar presença de parasitas. Atente também para a presença de pus nos condutos auditivos que pode ser o indicativo de infecção bacteriana.
A cavidade bucal
Recomenda-se que a limpeza dos dentes seja realizada várias vezes por semana. Este cuidado também combate o mau hálito. Esse procedimento deve ser realizado com escova e cremes dentais próprios para animais.