Post Type

Conheça mais sobre o carro que é o sonho de qualquer homem

O modelo com visual super agressivo terá motor 3.8 V8 biturbo que, combinado ao elétrico (de potência equivalente a 178 cv), oferece 916 cv. Com essa cavalaria e o câmbio de sete marchas com dupla embreagem, o modelo será capaz de atingir 100 km/h em menos de 3 segundos; 200km/h em menos de 7 s e 300km/h antes dos 17 segundos. A velocidade máxima ficará limitada eletronicamente a 350 km/h.O McLaren P1 parece mesmo ter feito sucesso nos Estados Unidos.

O conjunto mecânico permite que o P1 rode de 20 a 48 km/h somente com o propulsor elétrico em funcionamento, o que garantiria emissão zero de poluentes. Para garantir a desaceleração do esportivo, a McLaren o equipou com um novo tipo de discos de freio de carbono-cerâmica, que são mais eficazes na dissipação do calor e mais leves.

A McLaren afirma que o P1 tem coeficiente aerodinâmico de 0,34 cx e downforce de 600 kg, cerca de cinco vezes superior ao do MP4-12C. Para atingir tais níveis, ele conta com uma asa traseira retrátil e duas abas à frente das rodas dianteiras, acionados de acordo com o modo de condução.

O supercarro está quase esgotado no mercado do país norte-americano, de acordo com Anthony Joseph, diretor da marca. Ele informou ao site Motor Authority, durante o Salão de Nova York, que 75% das unidades reservadas aos EUA já foram comercializadas. A expectativa da montadora é que o restante seja vendido até o fim de junho. O esportivo parte de US$ 1,15 milhão, o equivalente a R$ 2,30 milhões.

Ao todo, foram produzidas 375 unidades do P1 no mundo. Não se sabe, no entanto, quantas foram destinadas ao país. Um dos motivos desse automóvel ser procurado é o fato de ele ser o primeiro supercarro híbrido feito pela McLaren. O P1 será concorrente da Ferrari LaFerrari e do futuro Porsche 918 Spyder.