Post Type

A sustentabilidade e o reaproveitamento de materiais são, sem dúvidas, as grandes tendências mundiais. Na decoração, esse apelo à economia pode ser visto por meio da utilização de materiais reciclados.

E nesse quesito, a madeira de demolição é uma forte realidade. Presente tanto em projetos arquitetônicos quanto no mobiliário, a madeira de demolição nada mais é do que o acabamento proveniente do garimpo de madeiras nobres retiradas de antigas construções.

Oriunda de antigos casarões, galpões, fazendas, tulhas, fábricas e ferrovias, a madeira de demolição ganhou status. Hoje é um nobre elemento em construções e até mesmo na criação de portas, deques, janelas, mesas, cadeiras, pisos e móveis. Quanto mais velha, melhor é a madeira de demolição.

Isso porque é com o tempo que ela deixa de ressecar, empenar e envergar.

Podendo ser usada em todos ambientes de uma residência, como salas, quartos, banheiros, escritórios, cozinhas e ambientes externos.

Os móveis para cozinha confeccionados em madeira de demolição, no estilo rústico, proporcionam charme para o espaço.

Estes elementos combinam com os mais diferentes tipos de peças decorativas, podendo até mesmo serem misturados com outros modelos e revestimentos de móveis. Para atingir uma decoração moderna, que tenha toques clássicos e que amplie o ambiente, misture os móveis rústicos com objetos em aço ou demais metais.

Vidros escuros, acrílicos, almofadas e outros elementos podem ser bons aliados. Muita gente já se deu conta que os móveis planejados são mais apreciados, pois além de ajudarem a compor com maior elegância cada ambiente ainda contribuem para resolver a falta dos espaços, sempre com grande estilo e valorizando cada imóvel, garantindo a beleza natural.

Os benefícios da madeira de demolição

Os benefícios do uso da madeira de demolição são diversos, o primeiro e mais importante benefício está ligado ao apelo social que estamos vivendo no momento, com relação à preservação do planeta e ao uso de produtos sustentáveis. Fazemos nossa parte economizando novos recursos, contribuindo assim para que futuras gerações não sofram com limitações de recursos, principalmente os naturais. Outro ponto positivo que podemos destacar é a possibilidade do desenvolvimento e execução de projetos com uso de madeira de lei, matéria prima nobre que hoje não podemos mais encontrar no mercado pela extinção de várias espécies, entre elas a Peroba-rosa. O grande diferencial do produto está em sua superfície , que após anos de exposição ao tempo, adquiriu uma textura incomparável, com marcas lineares em seus veios, e bastante alteração na intensidade, causadas por diferenças em grau, forma e cuidado na exposição, fazendo com que cada peça da matéria prima seja uma verdadeira obra de arte.

Deixe um comentário